Campanha ‘Abril Verde’ promove a prevenção de acidentes de trabalho mesmo em tempos de quarentena

Desde que surgiu na China no final de 2019, o COVID-19 (Coronavírus) tem espalhado pavor pelo planeta e colocou o mundo todo em alerta. Com o anúncio de uma pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e os novos casos no Brasil, algumas medidas precisaram ser tomadas para conter a expansão do vírus.

Diante da epidemia que vem expondo ao risco milhões de trabalhadores em todo o mundo, muitas empresas precisaram recorrer a outros meios de operação, como a home-office, para assim evitar aglomerações de pessoas em suas atividades profissionais e proteger a saúde dos seus colaboradores.

​​

A inquietação que o mundo vive reforça a necessidade de conscientização da sociedade em relação à importância da prevenção de doenças e da promoção de saúde.

Mesmo em tempos de quarentena, o assunto saúde e segurança do trabalhador é primordial.

O que é o Abril Verde?

Iniciado em 2014, o movimento Abril Verde tem como objetivo promover ações de conscientização relacionadas à segurança e à saúde do trabalhador. Ele parte do pensamento de que se pode fazer mais por um trabalho saudável e sem acidentes, por meio da disseminação de informações qualificadas que fortaleçam a cultura de prevenção de acidentes no ambiente de trabalho, além de promover ações regulares que incentivam mudanças de hábito.

O mês de abril foi escolhido por conter duas datas importantes para o tema: o Dia Mundial da Saúde (7/4) e o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho (28/4).

O símbolo é um laço verde e a cor escolhida representa as questões de segurança e saúde do trabalho. A mobilização envolve sindicatos, fundações, ministérios, federações e sociedade em geral.

Dados estatísticos

De acordo com dados no Ministério Público do Trabalho (MPT), no ano de 2018 foram registrados 2.022 óbitos, enquanto em 2017, foram computadas 1.992 mortes em ofício. Anteriormente, o último crescimento registrado foi entre 2012 e 2013, quando o índice saltou de 2.561 para 2.675. Os dados são preocupantes, considerando que o país ocupa o quarto lugar no ranking mundial. No Brasil, a cada 48 segundos, acontece um acidente de trabalho e, a cada 3h38min, um trabalhador perde a vida, conforme Procuradoria Geral do Trabalho em Brasília.

Entre 2012 e 2018, as atividades econômicas em que mais ocorreram acidentes de trabalho foram atendimento hospitalar (378.297); comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios (142.907); administração pública em geral (119.266); construção de edifícios (104.645); e transporte rodoviário de carga (100.340), respectivamente.

Prevenção para trabalhadores de serviços essenciais

Algumas modalidades trabalhistas consideradas como serviços essenciais estão em funcionamento normalizado para garantir a sobrevivência, saúde, abastecimento e segurança dos cidadãos brasileiros, porém estão expostos diretamente ao risco de contaminação.

Dentre eles estão os serviços médicos e hospitalares, de segurança pública, de defesa nacional e civil, atividades de captação e distribuição de água e de geração e transmissão de energia elétrica, atividades que fazem parte da norma a manutenção da cadeia produtiva e da circulação de pessoas e de cargas indispensáveis ao abastecimento de gêneros à população.

Cuidados preventivos precisam ser adotados, como a utilização de EPI’s específicos para evitar contato físico (luvas e máscaras), utilização de produtos higienizadores (álcool 70% em gel e sabão higienizador) e o distanciamento mínimo orientado pelos órgãos de saúde.

Hábitos que precisam ser adotados para prevenir o adoecimento do colaborador.

E como posso prevenir acidentes em casa?

Mesmo em home-office, devemos criar hábitos preventivos.

Conheça as 10 recomendações para tornar seu trabalho seguro em casa:

  1. Utilize uma mesa para criar seu ambiente home-office, nada de trabalhar deitado;
  2. Evite sentar-se na ponta da cadeira ou inclinar o corpo para frente;
  3. Mantenha a coluna ereta e bem apoiada no encosto da cadeira, formando um ângulo de 90º;
  4. Deixe a tela do computador em posição neutra em relação aos olhos. Para elevar o monitor, você pode utilizar apoios específicos, livros ou o próprio desktop para chegar na altura ideal. 
  5. Se utiliza notebook, tente utilizar um suporte para elevar a altura. Se possível, utilize teclado e mouse para tornar a operação mais confortável;
  6. Mantenha os punhos estendidos, com o antebraço sempre apoiado na mesa;
  7. Mantenha uma distância de mais ou menos 50cm entre a tela e os olhos; 
  8. Os pés devem ficar apoiados no chão, com os joelhos formando um ângulo de 90º. Evite sentar-se com as pernas dobradas, esticadas ou sem alcançar o chão. Se preciso, utilize um apoio de pés;
  9. Faça pausas a cada 45 minutos para evitar cansaço com o trabalho, pequenas pausas fazem muito bem para o seu rendimento.
  10. Sempre que possível, realize alongamentos antes de começar as atividades, praticar exercícios não atrapalham o seu expediente e garantem uma boa saúde.

Adotando esses pequenos hábitos, evitaremos os pequenos acidentes que podem gerar complicações futuras na nossa saúde.

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.