Ergonomia no trabalho: qual a importância e como implementar?

A ergonomia no trabalho está relacionada às condições de segurança e salubridade oferecidas aos profissionais pelos seus contratantes. Portanto, as empresas devem cumprir com uma série de regras e normas estabelecidas legalmente.

É o caso Norma Regulamentadora 17, que estabelece os parâmetros e os procedimentos para levantamento, transporte e descarga de materiais, móveis e equipamentos utilizados nos postos de trabalhos, entre outras questões.

Neste post, você vai conhecer a importância da ergonomia, as exigências legais da NR 17, como implementá-las na empresa e por que contar com a ajuda de especialistas para facilitar esse processo. Acompanhe!

Importância da ergonomia no trabalho

A ergonomia no trabalho vai além do cumprimento de normas, trazendo vários benefícios para o negócio. Veja os motivos, a seguir.

Valoriza o trabalho dos colaboradores

Ter um ambiente de trabalho confortável e ergonômico é o mínimo que uma empresa pode fazer para demonstrar que respeita e valoriza o trabalho dos seus contratados.

Manter o ambiente em uma temperatura agradável, bem iluminado, com mesas e cadeiras confortáveis e adequadas à altura dos profissionais estimula os trabalhadores a apresentarem melhores resultados e faz com que se sintam motivados ao sair de suas casas para ir até a empresa todos os dias.

Diminui o absenteísmo

Um dos impactos dos problemas ergonômicos é o absenteísmo. Trabalhadores que não seguem as normas regulamentadores ou que não têm à sua disposição um ambiente adequado podem ser acometidos por doenças ocupacionais. Problemas na coluna, lesões por esforço repetitivo (LER) ou esgotamento mental são alguns desses problemas.

Para tratá-los, então, o colaborador recebe atestado médico. As faltas e os afastamentos elevam os níveis de absenteísmo e acabam afetando toda a equipe, que acaba sobrecarregada pela ausência do colega. Oferecer condições de trabalho adequadas evita esse efeito cascata negativo.

Aumenta a produtividade das equipes

A valorização dos colaboradores e a redução no absenteísmo proporcionam o aumento da produtividade das equipes. Um ambiente completo, seguro, acolhedor e preparado para receber os colaboradores e as demandas individuais de cada cargo pode reduzir até mesmo a incidência de erros.

Isso acontece porque as equipes desempenham seu trabalho com mais tranquilidade, sem distrações como temperaturas extremas ou desconfortos na lombar.

Exigências legais da NR 17

A Norma Regulamentadora 17 tem uma vasta lista de exigências. Veja os pontos principais.

Levantamento, transporte e descarga individual de materiais

As orientações relacionadas ao transporte de cargas incluem:

  • trabalhadores que exercem uma função em que levantam e transportam cargas devem ser treinados e orientados, como forma de prevenção a acidentes;
  • a empresa deve investir em ferramentas para facilitar o transporte manual de cargas, como carrinhos;
  • mulheres que trabalham nesses setores devem ser responsáveis por cargas de peso inferior àquelas designadas aos homens;
  • mesmo que o transporte e a descarga sejam realizados por equipamentos que facilitem o trabalho, ainda assim o profissional responsável por manusear esses instrumentos deve limitar o esforço físico à sua capacidade de força.

Mobiliário

Em relação ao mobiliário, destacamos:

  • todo trabalho que puder ser desempenhado sentado deve ser adaptado a essa posição;
  • funções que só podem ser desempenhadas em pé devem permitir que o colaborador faça pausas para descanso durante o dia de trabalho, com assentos destinados a esse fim;
  • cadeiras, bancadas, computadores e outros equipamentos e acessórios devem estar na altura adequada do trabalhador, favorecendo a postura correta e a plenitude no campo de visualização;
  • os assentos devem ser ajustáveis, com bordas frontais arredondadas e suporte para pés, caso necessário.

Equipamentos

Em relação aos equipamentos, os cuidados necessários giram em torno de facilitar o uso e a leitura por meio de telas, evitando a fadiga visual e a movimentação excessiva do pescoço.

Em relação ao uso de papel, a norma estabelece que deve ser fosco, evitando ofuscamento.

Condições ambientais

As condições ambientais envolvem o nível de ruído, a temperatura média (entre 20 °C e 23 °C), iluminação e umidade relativa do ar (que não pode ser inferior a 40%).

Dicas para implementar práticas ergonômicas na empresa

Como você pôde perceber, atender aos requisitos mínimos de ergonomia no trabalho exige pleno conhecimento sobre as normas. A fim de que sua empresa atenda a essas e outras normativas, veja duas práticas fundamentais.

Crie um comitê de ergonomia

A criação de um comitê de ergonomia contribui para que as exigências da NR 17 sejam colocadas em prática. Esse comitê deve ser formado por colaboradores capacitados para acompanhar e analisar as mudanças e as adequações no ambiente de trabalho.

Para criar o comitê, siga estas etapas:

  • defina quem serão os membros do comitê, se possível um profissional de cada setor;
  • invista em palestras, cursos e workshops para treinamento e capacitação dos membros;
  • verifique a atual situação da ergonomia por meio da Análise Ergonômica do Trabalho, que é o conjunto de metodologias e processos para avaliar os riscos ergonômicos do trabalho;
  • faça um planejamento de ações a serem realizadas pelo comitê.

A principal missão desses representantes é contribuir para que o ambiente de trabalho seja realmente seguro e confortável, atendendo a todas as normas.

Elabore um plano de ação

O plano de ação proporciona que o comitê de ergonomia, junto à empresa, atente para as melhores práticas ergonômicas.

Para isso, é possível adotar algumas ferramentas. Uma delas é a 5W3H, cujas 5 letras W e 3 letras H dividem-se em:

  • what (o quê) — soluções que serão implementadas para resolver os problemas;
  • why (por quê) — objetivos que a empresa pretende atingir com as soluções;
  • where (onde) — o que deve mudar em cada setor;
  • when (quando) — prazo para início e conclusão do projeto;
  • who (quem) — quem serão os responsáveis por cada etapa;
  • how (como) — qual metodologia será utilizada para colocar as estratégias em prática;
  • how much (quanto) — investimento financeiro necessário;
  • how many (quanto) — métricas utilizadas para analisar resultados, como acompanhar o índice de absenteísmo.

Importância de contar com uma empresa especializada

Para ajudar a implementar boas práticas ergonômicas na empresa, os serviços de uma consultoria especializada podem facilitar o processo e contribuir para que o comitê desenvolva estratégias verdadeiramente focadas no perfil dos trabalhadores.

A etapa de Análise Ergonômica do Trabalho é imprescindível para que as soluções sejam alinhadas às demandas dos colaboradores. Ao contar com o acompanhamento de um especialista, o processo pode ser concluído com precisão.

Dessa forma, a empresa cumpre com as normas de ergonomia no trabalho, ao mesmo tempo que garante os benefícios listados neste material. O investimento vale a pena. 

A Expert Ocupacional está preparada para ajudar a sua empresa. Com soluções voltadas ao perfil dos seus colaboradores, contribuímos para uma gestão de saúde de acordo com as normas regulamentadoras. Entre em contato conosco!

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.