Saúde Ocupacional: qual a sua importância para o trabalhador?

A saúde ocupacional é uma das exigências estabelecidas pelo Ministério do Trabalho. Seu principal objetivo é prevenir qualquer tipo de problema que possa ter origem no ambiente de trabalho.

Para que o empregador possa atender à legislação, deve adotar medidas que beneficiem a saúde física e mental dos seus colaboradores. Entenda a importância da saúde ocupacional para as empresas e os perigos de não promover os cuidados adequados com o capital humano do negócio. Boa leitura!

Importância da saúde ocupacional para o trabalhador

A importância da saúde ocupacional nas empresas é uma via de mão dupla, já que gera benefícios tanto para o trabalhador e quanto para o negócio como um todo.

Organizações que desenvolvem programas e práticas de incentivos à saúde e bem-estar corporativo deixam nítida a sua preocupação com a qualidade de vida do capital humano. Com isso, a tendência é que o time trabalhe mais engajado e tenha uma performance mais produtiva.

Além disso, ao monitorar a saúde do paciente, a empresa consegue estimular os diagnósticos precoces, evitando que doenças se agravem e levem ao afastamento do colaborador.

Ou seja, se por um lado o empresário garante a sustentabilidade do negócio por meio da redução do absenteísmo e aumento da produtividade, por outro o profissional ganha com a preservação da sua saúde mental e física.

Cuidados com a saúde ocupacional

É importante que as empresas invistam em prevenção, verificando os riscos relacionados ao exercício de cada função e buscando se adequar às normas e procedimentos obrigatórios para assegurar a integridade dos colaboradores. Dito isso, os cuidados relativos à saúde ocupacional incluem:

  • ter a ajuda de uma empresa especializada em saúde ocupacional para atuar na redução de sinistros;
  • dialogar e capacitar os colaboradores por meio de cursos de primeiros socorros e outras alternativas relacionadas aos cuidados com a saúde e o bem-estar;
  • divulgar aos colaboradores os riscos reais de cada função, o que a empresa faz para garantir a segurança relacionada a eles e quais os cuidados que o colaborador deve ter;
  • oferecer um plano de saúde para que possam cuidar de si;
  • reforçar continuamente a importância do uso de EPI;
  • seguir à risca as regras estabelecidas pelas normas regulamentadoras e sindicatos;
  • ter o apoio de profissionais especializados em segurança do trabalho para realizar vistorias.

Perigos de não ter os cuidados relativos à saúde ocupacional

Quando uma empresa não dá atenção à saúde ocupacional, pode se prejudicar de várias formas:

  • a ausência para tratamentos de doenças sobrecarrega os colaboradores;
  • a empresa pode ser responsabilizada pelos danos à saúde do trabalhador e arcar com multas de valores altíssimos;
  • a falta de cuidado com questões ergonômicas e de segurança pode reduzir a produtividade.
  • a falta de cumprimento com as normas pode levar a sérios acidentes;
  • os acidentes de trabalho mancham a imagem da marca.

A saúde ocupacional é mais que uma obrigação, devendo ser encarada como uma conduta responsável e humanizada por parte das empresas. Quando se posicionam a favor da qualidade de vida e do bem-estar do colaborador, a tendência é alcançar resultados ainda melhores.

O que você tem feito pela saúde dos colaboradores da sua empresa? Conta para gente aqui nos comentários!

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.